domingo, 8 de novembro de 2009

VELHICE, A (Simone de Beauvoir)

Simone de Beauvoir procurou refletir sobre a exclusão dos idosos em sua sociedade, mas do ponto de vista de que sabia que iria se tornar um deles, como quem pensava o próprio destino. Para ela, um dos problemas da sociedade capitalista está no fato de que cada indivíduo percebe as outras pessoas como meio para a realização de suas necessidades: proteção, riqueza, prazer, dominação. Desta forma, nos relacionamos com outras pessoas priorizando nossos desejos, pouco compreendendo e valorizando suas necessidades.

Esse processo aparece com nitidez em nossa relação com os idosos. Em seu livro, a pensadora demonstra que há uma duplicidade nas relações que os mais jovens têm com os idosos, uma vez que, na maioria das vezes, mesmo sendo respeitado por sua condição de pai ou de mãe, trata-se o idoso como uma espécie de ser inferior, tirando dele suas responsabilidades ou encarando-o como culpado por sobrecarga de compromissos que imputa a filhos ou netos.

Mesmo em situações de proteção, pode-se ter processos de humilhação quando, sem a devida atenção sobre as reais condições que a apresentam os idosos para resolver com autonomia seus problemas, os mais jovens passam a subestimar os mais velhos, assumindo tarefas em seu lugar.

Quando não se respeita uma pessoa em sua integridade emocional, intelectual e material, ela é excluída da sociedade pelos governos, pelas instituições, pelas famílias, pelas pessoas em geral. Os grupos mais excluídos por essas práticas são as crianças e os idosos.

Em vários lugares,como bancos e supermercados, há caixas preferenciais para idosos, mas, mesmo que elas sejam suficientes para garantir seu conforto, será que suas condições sociais também o são? Há, também, a gratuidade no transporte coletivo, mas quem viaja de ônibus sabe que às vezes suas condições não adequadas para o transportar quem tem um corpo frágil.

Além do desamparo quanto às condições materiais, a desconsideração para com opiniões e emoções dos idosos também deve ser analisada para a superação das condições de humilhação sofrida por eles em nossa sociedade.

No texto, A velhice (1970), Simone de Beauvoir escreveu que o idoso é uma espécie de objeto incômodo, inútil, e quase tudo que se deseja é poder tratá-lo como quantia desprezível.

________________
Fontes: (SÃO PAULO-SEE, Caderno do professor: filosofia, EM, 3ª S., V.3, pp.112-13; http://www.simonebeauvoir.kit.net/links_02.htm)

14 comentários:

  1. Achei mto bom..ajudou pro meu trabalho!!
    :D

    ResponderExcluir
  2. Profª: Marinalva
    Gostaria muito de poder ler o livro de Simone de Beauvoir sobre A velhice. tenho certeza que seria uma leitura muito interessante, pois o tema muito me atrai, visto que estou fazendo um trabalho de pós sobre a terceira idade e sua aceitação na sociedade. Mas, ainda não encontrei o livro em nenhuma livraria. Me ajude!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem alguns exemplares na www.livrariavirtual.com.br. É caro!

      Excluir
  3. ProfªMarinalva,
    eu não tenho o livro comigo; apenas tenho citações dele. E, no mais, a senhora consegue o texto acima, na íntegra, através da Proposta de Filosofia (os caderninos do professor).
    Se de todo a senhora não o encontrar, envia-me mais mensagens e nós poderemos arrumar um meio de eu os enviar até a senhora. Até mais. Prof.FredBandeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. caro professor
      estou com vontade de elaborar uma edição com cuidados a ter com os mais velhos (porque tenho um avô lindo com 102 anos que ainda está ativo). cuidados de higiéne, dicas úteis, alimentação, ideias para o tempo livre (que é todo!). Fiquei curiosa de ler esses vossos trabalhos académicos. Como posso ter acesso a eles? Estou em Portugal, no Estoril e aguardo esperançosa uma resposta útil.
      ana braga

      Excluir
    2. Vou ver o consigo com os Assistentes Sociais (cuidados com o idosos) e depois lhe informo

      Excluir
  4. olá como a professora Marinalva estou fazendo trabalho acadêmico sobre o idoso e também não encontrei o livro de Simone de Beauvoir A velhice. Alguém conhece algum site que o baixe em pdf???? agradeço ProfªEricka

    ResponderExcluir
  5. adorei o tema e também o conteudo do texto passou informações verdadeiras e objetivas do assunto

    PARABÉNS .......

    ResponderExcluir
  6. SOU CUIDADORA DE IDOSOS,E CONCORDO NA INTEGRA COM A AUTORA .ALGUNS SAO TOTALMENTE DEIXADOS AOS NOSSOS CUIDADOS POR SEUS FAMILIARES. FALTA DE INTERESSE NA PESSOA(SER HUMANO).... E BASTANTE INTERESSE(EM SEUS BENS MATERIAIS).HOJE EM DIA ISSO SE TORNOU NORMAL JA QUE A APOSENTADORIA DESTES PODE NOS PAGAR PARA QUE DELES CUIDEMOS DESDE QUE SEUS FAMILIARES NAO SEJAM INCOMODADOS PELAS EMERGENCIAS DO DIA A DIA ......ISSO E MUITO TRISTE.....IMAGINO AQUELES QUE NAO PODEM PAGAR?TODA HISTORIA TEM DOIS LADOS E EU ACREDITO QUE PARA ESSES SEMPRE TEM ALGUEM SENSIVEL O SUFICIENTE PARA QUE DELES POSSAM CUIDAR . PRECISO E QUERO ACREDITAR NISSO.

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre cuido d meu avô

    ResponderExcluir
  8. É verdade, "muitas" pessoas tem a tendência de desprezar os idosos, que nem precisa ser tão idoso, já sofre as atitudes de desprezo das pessoas que considero medíocres, que não tiveram boa criação, na verdade estas pessoas é que são desprezíveis!

    ResponderExcluir
  9. Trabalhei dois anos com idosos que muitas das vezes já se encontravam excluídos. Estes grupos que formei no Nasf foi muito interessante pois acolhi e fui muito bem acolhido durante este período que permaneci com eles pude perceber um alto grau de necessidade de ser útil e de se sentirem útil e dessa forma fomos trocando idéias e formamos um grande laço de amizade. Obrigado amigos nunca esqueci e nunca esquecerei de vocês.

    ResponderExcluir
  10. Marinalva M. Conceição9 de janeiro de 2014 16:24

    Ao conhecer as obras de Simone de Beauvoir fiquei maravilhado, são tão elucidativas com a questão de idade que nos decxlara que idade não da limites, mas, sim possibilidades do realizar nossas escolhas e sonhos sem medo de erros, sem medo de criticas. Que ser velho é nada mais que ter vivência e experiência para ser compartilhada com os outros. O idoso pode e deve ser sempre respeitado e ver suas idéias sendo postas em praticas pelos mais jovens.

    ResponderExcluir